quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Anjos do Sol*

Clique Aqui e veja mais imagens


Infância roubada, estuprada.
Às vezes estampadas nos jornais.
Às vezes infiltrada nos palácios.
Meninas mulheres,
de pele rugada, sorriso forçado.
Arrancadas do seu lar,
do seu tempo.
Arrancadas como bonecas;
fantoches de vilão.

Vendem teu corpo.
É obrigada!
Não sente prazer,
tem dores.
Dói a alma.
Fere o coração.

Cada dia um martírio.
O sol não nasce.
Fica a esperar da janela ou
mesmo na chuva.

Cada cliente, uma lágrima.
Cada minuto, um pedaço de tua vida que dissipa
com sorrisos de dentes serrados.
Até a esperança já lhes roubaram,
junto com teus sonhos
agora manchados de sangue real.

Podaram tuas asas.
Impediram de voar.
Rastejam.
Mendigam esperança.
Clamam a morte.
Fugir nem pensar.

Oh Brasil,
tuas crianças choram no silêncio.
A maquiagem esconde no rosto
as noites infinitas em prantos.

Estão roubando tua liberdade.
Vendendo a lobos insanos
por moedas sujas de sangue e infância.
Estão roubando tua dignidade, tua juventude.
Estão roubando o direito de envelhecer.
Em paz.


*Poesia inspirada no Filme “Anjos do Sol”.
Inspirado em diversos artigos publicados na imprensa, o filme fala sobre o mundo da prostituição infantil no Brasil por meio da história de Maria (Fernanda Carvalho), uma menina de 12 anos do interior do nordeste Brasileiro vendida pelos pais. Ela cruza o Brasil numa longa jornada, forçada a se prostituir para sobreviver, enquanto busca um futuro melhor.


de Fábio Ferreira

11 comentários:

Sofia Duarte disse...

A realidade é que sempre estamos numa 'selva' onde todos temos de fazer o que pudemos para sobreviver...

Porém, apesar dos animais tirarem a vida uns dos outros, os seres humanos conseguem levar essa tortura a um outro patamar...

Mentem, manipulam, vão sugando toda a parte da essência de quem lhes está próximo. Até que pouco ou nada reste.

Sentem prazer, quanto mais o sofrimento, quanto mais o sentimento de vitória, mais eles desejam continuar a serem parte do inferno para aqueles que lhes são próximos.

Por vezes penso, por mais 'desumano' que seja... Que muitos desses deveriam morrer logo de uma vez, não importava minimamente o tipo de sofrimento final. Desde que se fossem e ninguém lhes tomasse o lugar...

Porém, esse tipo de paz só existe quando não há humanos por perto...

Um abraço!

Guará Matos disse...

Toda essa realidade crua começa em casa, com a violência doméstica em vários níveis.

Abços.

Celina disse...

Oi anjo, que bom que tudo fosse ino cencia, ao menos com as nossas crianças, elas podessem brincar, confiar nos adultos, vendo neles anjos protetores, e não demonios, a maioria perdem a inocencia nos proprios lares,ondem perdem tambem a fesperança, na cabecinha delas ficam a imaginar que o mundo é aquele que elas estão passando. que não existe o lado bom da vida. um abraço carinhoso. Celina.

Isa mar disse...

Bom dia Anjo, essa realidade é muito dura mesmo.
As vezes tudo começa em casa, as vezes são karmas de outras existencias, e assim o ser humano vai expurgando suas dores, com sofrimento.
E assim a humanidade caminha, os algozes de ontem se tornam as vítimas de hoje, até que consigam se libertar dessa dimensão de sofrimento e provas.
Beijos em tua alma.

★★ GIZA ★★ disse...

olà meu querido anjo.
que bom que gostou do meu comentario, foi de coração
eu sei disso anjo, eu confio e creio
obrigado por existires
abraço apertado

Rose disse...

É muito triste esse retrato do Brasil, onde a inocência angelical de uma criança é roubada dessa forma tão cruel e tão desumana. Prostituição e pedofilia são as formas mais cruéis que existem de se acabar com uma infância... é muita dor! Seu belo poema é mais um grito de dor entalado na garganta dos seres humanos de bem.
Beijos caro amigo!

ValeriaC disse...

Que tristeza ver que isso é realidade de vida de tantas meninas...
Beijinhos pra ti...
Valéria

Wanderley Elian Lima disse...

Lindo poema, mas que retrata uma triste realidade.
Bjux

Rose disse...

Oi amigo tem presentinho para você no meu blog... passa lá, beijos!

legalmente loira... disse...

querido anjo,
belo!
porem é a nossa realidade e nos deparamos todos os dias com isto tudo..que pena....
porque me abandonou rsrsr
Bom fim de semana.

bjos.

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Pôxa














Poema lindo de fazer chorar.

Perdão pela ausência, mas as coisas andam corridas por aqui.

Beijo grande!